Em Tete: Neto espanca avó “feiticeira” até a morte - MoznoAr

===DISTRIBUINDO NOVIDADES NO AR===


Hot

Post Top Ad

Your Ad Spot

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Em Tete: Neto espanca avó “feiticeira” até a morte


Uma anciã de 75 anos de idade foi agredida até à morte pelo seu próprio neto, que a acusava de feitiçaria, um acto ocorreu na segunda-feira (20), no distrito de Changara, na província de Tete.

 



O neto alegou que a avó era a principal responsável pelas mortes ocorridas no seio da família, com o recurso a feitiçaria.

Este é o segundo caso do género que se regista em menos de um mês em Changara. O primeiro foi registado na zona de Chicomphende, quando um idoso perdeu a vida, vítima de agressão física perpetrada por desconhecidos.

O crime macabro, que vitimou Lotina Sabão, abalou os habitantes do povoado de Nhamacoloue, localidade de Changara-sede, onde ocorreu a agressão física.

A vítima viria a perder a vida a caminho do Hospital Provincial de Tete, para onde era evacuada para receber tratamento médico. Em Changara não era possível tratar os ferimentos contraídos durante a agressão.

Testemunhas oculares afirmaram que a agressão física ocorreu quando o neto decidiu consultar curandeiros, que acusaram a avó de ser feiticeira.

“Aqui em Changara os curandeiros estão a fazer mal, porque em vez de tratar os doentes, acusam os idosos de matar os seus familiares, principalmente os netos”, disse Maria Joaquim, pedindo uma maior sensibilização no seio das comunidades para travar a onda de assassinato de idosos.

Mateus Samuel, outro cidadão, disse que “esta situação tinha abrandado, mas nos últimos tempos voltou a abalar as comunidades, porque os idosos são mortos de forma bárbara”.

Segundo Samuel, os casos de agressão física são reportados quase todos os dias. Por isso, sugere uma maior intervenção da Polícia da República de Moçambique (PRM).

“Nos últimos meses, Changara tem sido palco de barbaridades perpetrados por cidadãos que não usam órgãos de administração da justiça para resolver os seus desacordos”, afirmou.

Fonte da PRM garantiu hoje que as autoridades já lançaram uma operação para a captura do neto de Lotina Sabão, cujo paradeiro ainda é incerto.

“Estamos a trabalhar para a sua captura, porque deve ser responsabilizado criminalmente”, disse a fonte, que falou na condição do anonimato.

Dalton Boma, técnico afecto ao hospital local, onde a vítima mortal se encontrava a receber os primeiros socorros, explicou que Lotina Sabão sofreu fortes golpes que resultaram em múltiplas fracturas.

“A vítima de agressão física perdeu a vida a caminho do Hospital Provincial de Tete”, afirmou.

Nos últimos seis meses, segundo a PRM, foram notificados oficialmente em Changara cinco casos de justiça pelas próprias mãos.

Post Top Ad

Your Ad Spot