Governador de Manica diz que os feitos de Samora Machel devem ser valorizados - MoznoAr

Breaking

Post Top Ad

Responsive Ads Here

terça-feira, 28 de junho de 2016

Governador de Manica diz que os feitos de Samora Machel devem ser valorizados



Governador da província central de Manica, centro de Moçambique, entende que o sacrifício de Samora Moisés Machel, deve ser valorizado para a preservação da paz e unidade nacional dos moçambicanos.









Ricardo Mondlane sublinhou que como forma de imortalizar os feitos do primeiro presidente de Moçambique independente o governo continuará a construir infra-estruturas sócioeconómicas para ver o país a desenvolver.

Agradeceu o empenho e envolvimento da sociedade na valorização dos feitos do primeiro presidente de Moçambique, destacando que ainda lança-se desafios enormes e devem merecer maior e alta atenção do governo.

Construção de infra-estruturas básicas como de abastecimento de agua potável, expansão de energia eléctrica, escolas, unidades sanitárias, pontes, construção de vias de acesso para permitir escoamento de produtos agrícolas, elevar nível da produção e produtividade, garantindo sementes de qualidade e expansão de sistema de irrigação.

O governo quer ver doenças endémicas e outros males longe da população desça-se malárias, tuberculose, HIV-SIDA e cólera, prestar maior atenções as questões ambientais como poluição dos rios em resultado da mineração artesanal, destruição da flora e fauna como resultado da exploração ilegal dos recursos naturais.
Governo de Manica, condena a intensificação dos ataques da Renamo que estão a trazer desgraça para população, a saber queimadas de viaturas, afugentando crianças das escolas, destruição de pontes, vias de acesso entre outros.

Alberto Ricardo Mondlane falava na manha deste sábado aquando das comemorações do dia da independência nacional tendo dito que líder da Renamo Afonso Dlhakama deve abandonar as matas para vir a cidade conviver com outros para além de enquadrar seus homens nas entidades do estado e entregar as armas ao estado moçambicano.

Deposição de coroa de flores na praça dos heróis moçambicanos, marcha da praça dos heróis ao estádio municipal, discursos dos dirigentes do distrito e da província, actuação dos músicos com destaque para Gilda Mandigo, Pedra Angular e blessing Chumba da província de Manica e da república do Zimbabwe marcara a data na província central de Manica.

Também teve a participação dos Ministros da Educação e Desenvolvimento Humano, do Mar Águas Interiores e Pescas para além da Ministra do Estado de Manica ou do Zimbabwe que esteve acompanhada com a imprensa zimbabueana.


Post Top Ad

Responsive Ads Here