Banco de Moçambique, denuncia esquemas fraudulentos de angariação de depósitos




















O Banco de Moçambique (BM), no decurso da sua actividade inspectiva regular, detectou que operações legalmente reservadas a bancos, e outras instituições autorizadas a receber depósitos e outros fundos reembolsáveis, tem sido levadas a cabo, dentro do território nacional, com maior incidência na cidade de Maputo, por pessoas singulares e colectivas, sem a devida autorização.

Tais operações consistem em angariar depósitos, com promessa de pagamento de juros mensais à taxa de 30%. O mecanismo de angariação consiste na utilização de um esquema de tipo piramidal, em que o seu sucesso depende da crescente aderência de depositantes, em que, o pagamento dos juros prometidos aos depositantes é assegurado única e exclusivamente pela entrada de novos depositantes.
Em comunicado de imprensa citado pelo Diário do País à, o Banco de Moçambique informa que os referidos esquemas, para além de serem tecnicamente insustentáveis, são fraudulentos e ilegais, pelo que apela a todos os cidadãos a não se envolver em tais esquemas, sob pena de perderem de forma irreparável os recursos entregues.
O Banco de Moçambique já participou às autoridades competentes, para que sejam tomadas as medidas apropriadas, visando proteger os cidadãos e a economia nacional, bem como responsabilizar os promotores dos referidos esquemas.

Share on Google Plus

About Moz no Ar Oficial