Cerveja de Moçambique (CDM): Crise económica reduz vendas de 2M - MoznoAr

===DISTRIBUINDO NOVIDADES NO AR===


Hot

Post Top Ad

Your Ad Spot

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Cerveja de Moçambique (CDM): Crise económica reduz vendas de 2M

A crise económica também atinge a empresa Cervejas de Moçambique (CDM). Pela primeira vez, depois de muitos anos, a direcção da cervejeira assumiu, ontem, que as vendas de bebidas caíram.


A norma sempre foi o crescimento face ao ano anterior e este ano, pela primeira vez em muitos anos, as vendas de cerveja estão abaixo do ano anterior”, revelou o Director-Geral da CDM, Pedro Cruz.

É situação para dizer que quase ninguém escapa ao arrefecimento económico. Não são somente as vendas que baixaram, os custos de produção da empresa também aumentaram por causa da depreciação do metical face ao dólar.


A desvalorização que se tem dado até agora no metical tem levado ao aumento significativo dos custos de produção das nossas marcas de cervejas e como tal, o preço tem que acompanhar”, informou Cruz.


Por causa da situação difícil, grande parte das garrafas pequenas de cerveja de 330 mililitros passam a ser de devolução obrigatória e a CDM recomenda que sejam vendidas por 35 meticais, enquanto as não retornáveis por 45, 10 meticais mais caro.


Com o projecto, a CDM vai deixar de importar garrafas, assegurando assim mais divisas para o país, explicou o Director-Geral da cervejeira, Pedro Cruz. Mas também pretende-se reduzir o impacto ambiental provocado pelo lixo das garrafas.


Pelo menos 80% do consumo das garrafas não retornáveis passam a ser. Isso vai nos permitir poupar 268 milhões de meticais por ano em divisas para importações”, disse.


A empresa Cervejas de Moçambique revelou ainda que, mesmo com a seca que afecta o país, não está a registar restrições no fornecimento da mandioca.

Post Top Ad

Your Ad Spot