Governo moçambicano procura solução para evitar subida do preço do pão - MoznoAr

Breaking

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Governo moçambicano procura solução para evitar subida do preço do pão


O Governo moçambicano continua a estudar formas para evitar o aumento do preço do pão e, nos próximos dias, vai apresentar uma solução, informou o ministro da Indústria e Comércio.

 Nós continuamos a estudar formas para encontrar soluções alternativas“, afirmou Max Tonela, falando à imprensa, à margem de uma cerimónia de tomada de posse de quadros no Ministério da Indústria e Comércio.

Admitindo a existência de uma conjuntura económica complexa, o ministro afirmou que nos próximos dias o Governo vai apresentar uma solução, evitando o agravamento do preço do pão e garantindo estabilidade para os próximos tempos.
A Associação Moçambicana dos Panificadores (Amopao) anunciou, na semana passada, o aumento do preço do pão, devido ao agravamento do custo das matérias-primas e à recente subida dos salários mínimos do setor.
O Governo moçambicano suspendeu a medida, considerando que o princípio da concertação não foi observado pelos panificadores e que o executivo já estava a analisar a situação.
De acordo com a proposta dos panificadores, o pão de 250 gramas deveria passar de 7,5 meticais para 9 meticais, e o de 200 gramas passaria de 6 meticais para 7 meticais.
Segundo os dados da Amopao, 98 padarias encerraram nos últimos seis meses devido ao aumento do preço da farinha de trigo.
Esta é a segunda vez neste ano que o Governo moçambicano trava o agravamento do preço do pão.
Em Abril, o ministro da Indústria e Comércio afastou a hipótese de um novo aumento do preço do pão, contrariando uma pretensão manifestada em Março pela Amopao.
A última vez que o país registou uma subida no preço do pão foi em Outubro de 2015, quando o pão de 250 gramas passou de 6 meticais para 7,5 meticais, o de 200 gramas aumenta de 4,5 meticais para 6 meticais e o de 150 gramas passa de 3 meticais para 4,5 meticais.
Em 2010, o aumento do preço do pão e de outros produtos básicos provocou uma revolta popular em Maputo, causando a morte de várias pessoas em confrontos entre a população e a polícia.

Post Top Ad

Responsive Ads Here