Jakaya Kikwete,Tony Blair e Chester Crocker são os mediadores escolhidos por Nyusi


Depois da Renamo conseguir colocar na mesa de diálogo a União Europeia, Igreja Católica e a África do Sul, o Presidente Filipe Nyusi, entendeu também escolher três nomes para mediadores.

São eles o antigo presidente da Tanzânia, Jakaya Kikwete, a Fundação Faith, do antigo primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair, e a Fundação Global Leadership, do ex-subsecretário de Estado norte-americano Chester Crocker. Os novos nomes foram apresentados, na semana passada, à Renamo e confirmados a nossa fonte, ontem (12), por uma fonte ligada ao processo.

A ideia consensualizada entre o Governo e a Renamo é de que a informação não fosse, por  enquanto, divulgada. É por isso que após a sessão de diálogo político, Quinta-feira passada, as duas partes não concederam a habitual conferência de imprensa, que serve para explicar os resultados das discussões.

De acordo com a nossa fonte, ainda não se sabe se as três entidades terão aceite o convite para vir a Moçambique, mas do lado da Renamo os nomes são pacíficos.

Caso as escolhas de Filipe Nyusi digam “sim” ao convite vão se juntar aos mediadores indicados pela Renamo, nomeadamente a União Europeia, Igreja Católica e a África do Sul.


Share on Google Plus

About Moz no Ar Oficial