Moçambique pede ajuda urgente do FMI



A informação foi revelada por Michel Lazare, chefe da equipa de técnicos do Fundo citada pela VOA que terminou nesta quinta-feira, 29, uma visita de uma semana a Maputo.

As duas partes já iniciaram a discussão em torno dos termos de referência da auditoria às empresas públicas que contraíram os chamados “empréstimos secretos” no valor de 1,4 mil milhões de dólares e que determinou, em Abril, a suspensão da ajuda do FMI a Moçambique.

A missão recomendou “um aperto da política para salvaguardar a estabilidade macroeconómica” e eligiou “a intenção do banco central de continuar a ajustar a sua política monetária para ajudar a reduzir as pressões inflacionárias”

Share on Google Plus

About Moz no Ar Oficial