Acidentes de viação e violência doméstica matam três pessoas em Maputo

Três pessoas morreram em consequência de acidentes de viação e violência doméstica, durante o fim-de-semana passado, na cidade e província de Maputo.

Duas pessoas encontraram a morte na sequência de seis sinistros ocorridos no período em referência. Destes incidentes, quatro pessoas ficaram gravemente feridas e encontram-se sob cuidados médicos no Hospital Central de Maputo (HCM) e no Geral de Mavalane (HGM).

A Polícia ao nível da cidade aponta o excesso de velocidade e má travessia de peões como as principias causas dos acidentes.

A outra vítima mortal, de nome Virgínia Chilaúle, de 24 anos de idade, perdeu a vida depois de ter sido golpeada à faca pelo seu parceiro, identificado como sendo Jaime Tembe, durante uma briga entre o casal, na vila da Manhiça.

Depois de tirar a vida à parceira, tentou, sem sucesso, suicidar-se. Os vizinhos aperceberam-se do facto e solicitaram a intervenção da Polícia.

O criminoso encontra-se internado no HCM devido aos ferimentos resultantes do suicídio frustrado e poderá ser responsabilizado pelo crime logo depois da alta médica.

A Polícia ao nível da província de Maputo deteve ainda um cidadão de nome Milton Chaúque, indiciado de burla a um estabelecimento de venda de material de escritório. Segundo Emídio Mabunda, porta-voz da Polícia, o burlador tentou tirar do estabelecimento setenta caixas de resma de papel A4 com recurso a um cheque de 108.500.00 (cento e oito mil e quinhentos) meticais sem cobertura bancária.

Entretanto, a Polícia de Trânsito (PT) apreendeu 20 cartas de condução e autuou 1047 automobilistas por diversas irregularidades, de um total de 3407 viaturas fiscalizadas.
Share on Google Plus

About Moz no Ar Oficial