Crise económica "obriga" mukheristas a desistirem da actividade

Alguns pequenos importadores de produtos de primeira necessidade, vulgarmente conhecidos por mukheristas, dizem estar aos poucos a desistir da sua actividade devido a crise económica que está a afectar o país.

MAPUTO-Os mukheristas ouvidos pela FOLHA DE MAPUTO são da opinião que perante esta situação o Governo deveria reduzir ou isentar temporariamente as taxas aduaneiras no sentido de facilitar a entrada, pelo menos, dos produtos básicos no país.


Segundo eles os produtos estão cada dia que passa a ficar com preços mais alto o que faz com que permaneçam muito tempo com os mesmos e ficam deteriorados.


" A título de exemplo, antes comprávamos cinco litros de óleo a 30 ou 40 rands na África do Sul, mas hoje compra-se por 95 rands, adicionando os custos de transporte e taxas aduaneiras, pelo que acabamos vendendo por 600MT", explicou Carla Manhica entrevistada pela FOLHA DE MAPUTO.


De acordo com os Mukheritas cabe ao Governo tomar decisão e ver o que faz perante esta situação olhando tambem para as fronteiras pois segundo eles tentam meter produtos no país para minimizar a fome dos dos moçambicanos.

Share on Google Plus

About Moz no Ar Oficial