Viola a mesma mulher duas vezes num mês

Mulher foi transportada ao hospital de Braga, depois de ter sido atacada e violada por um homem de 43 anos


Homem tinha acabado de sair da cadeia. Cadastrado por crimes sexuais, rapto e roubo.


João Carlos Ferreira, de 43 anos, tinha cumprido parte da pena de nove anos de prisão por duas tentativas de violação, dois raptos e ainda crimes de roubo. Saiu em liberdade condicional, em julho de 2015, e voltou imediatamente a atacar. Num mês, violou, em Braga, duas vezes a mesma vítima: uma mulher de 72 anos.

O arguido, solteiro e natural de Moçambique, está a ser julgado, à porta fechada, em Braga. Confessou ao coletivo ambos os crimes. Está em prisão preventiva há dez meses, desde que foi detido pela PJ de Braga, em Dezembro último.

Logo em julho de 2015, pelas 06h00, junto à Av. da Liberdade, a vítima foi atacada, segundo o processo, com "uma palmada nas nádegas" e reagiu, dando com o guarda-chuva na cabeça do violador. Este arrastou-a pelo chão, até que surgiu um morador e o agressor fugiu. Porém, a mulher voltou a ser apanhada pelo mesmo homem, a um quilómetro de distância, e já não conseguiu escapar.

Foi violada e, durante uma hora, mantida sob ameaça de morte. Provavelmente numa tentativa de fuga, a vítima conseguiu convencer o homem a irem até à igreja de São Lázaro, mas voltou a ser alvo de atos sexuais, nas escadas do lar junto ao templo. Surgiu um funcionário do lar e o agressor fugiu.

A 12 de agosto, voltou a atacar a mesma vítima, arrastando-a até um jardim e violando-a. No final, exigiu-lhe os brincos e o fio, mas esta jurou serem falsos e o cadastrado não os levou. A mulher foi levada ao hospital.
Share on Google Plus

About Moz no Ar Oficial