EUA pretende investigar riqueza de José Eduardo dos Santos e dos filhos - MoznoAr

Breaking

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

EUA pretende investigar riqueza de José Eduardo dos Santos e dos filhos

A imprensa Internacional, incluindo o jornal Português, o Expresso, acabam de anunciar o mais claro cerco, iniciado pelos EUA, ao Presidente Angolano, José Eduardo dos Santos e seus filhos, nomeadamente Isabel dos Santos, José Filomeno de Sousa dos Santos, Tchize dos Santos, entre outros, accionistas de bancos comerciais em Angola e no Estrangeiro, com vista a serem afastados dos mesmos bancos, em virtude da pratica de corrupção generalizada, caracterizada no incumprimento/violações sucessivas, das regras de compliance,(práticas de lisura entre bancos) por parte dos bancos Angolanos, situação que deixou verdadeiramente descontente o Departamento de Estado Norte Americano, em Washington, DC EUA, razão pela qual, o governo do presidente Barack Obama, agora quer primeiro observar os filhos de JES e todos os seus correligionários, em situação acima citada, afastados dos roubos dos dinheiros públicos de Angola, antes dos dólares evaporados do pais do sudoeste de África, serem devolvidos outra vez a Luanda.

Ficam assim, abrangidos nesta medida anunciada pelos EUA, traduzida em autentico ultimato a JES, todos os accionistas dos bancos Angolanos, com ligações políticas, ou cargos públicos, pessoas expostas politicamente(PEP), uma designação internacional, para classificar pessoas com funções políticas ou públicas.

Não e demais lembrar aos compatriotas, que recentemente a Reserva Federal dos EUA, emitiu um alerta a todos os bancos ao redor do planeta terrestre, com vista a notificarem todos os seus clientes, portadores de contas bancárias com mais de 250 mil dólares, e que não podem provar a sua proveniência legal, com vista a tais valores serem devolvidos para os seus países de origem.

Porem, todos os clientes que não poderem provar a proveniência legal do dinheiro em causa, verão certamente tal dinheiro congelado e, no caso Angolano, tais valores seriam mais tarde devolvidos ao futuro governo eleito, democrática e nominalmente pelos Angolanos, citando fontes do Expresso de Portugal e da Globo News do Brasil, pertencente a TV Globo.

Por essa razão, os mais de 24 milhões de Angolanos excluídos, corajosamente representados pela luta árdua, do jovem activista dos direitos humanos, jornalista, Rafael Marques de Morais, pelo seu ingente trabalho de investigação e denúncia, dos roubos de JES/seus filhos, ao mesmo tempo que me congratulo pessoalmente, pelas minhas denúncias públicas, várias vezes dirigidas para a Casa Branca em Washington, DC, de maneira pública e privada, expondo as incomensuráveis arbitrariedades do presidente JES, praticados contra os pobres de Angola, etc., em suma, todos os Angolanos patriotas, temos agora motivos para celebrar.

Uma vez que finalmente, o presidente Obama, escutou o nosso clamor, que na minha opinião representa o passo mais importante, para que os filhos de JES e vários dos seus correligionários,  um dia como hoje seus movimentos, sejam verdadeiramente restringidos, dentro do espaço territorial dos países do mundo livre, se JES não iniciar imediatamente um diálogo serio, honesto e sem delongas, com todas as forças vivas em Angola, incluindo a UNITA, CASA-CE,PRS, Bloco Democrático, PDP-ANA e com toda a sociedade civil, com vista a consertar Angola que se encontra gravemente adoentada.

Doutra forma, JES, pode continuar com a actual fraude eleitoral já em curso em Angola, para o pleito eleitoral de 2017, se o presidente de Angola quiser, porem com o actual cerco dos EUA, o qual poderia ser adicionado com outro tipo de ingredientes, quando vimos a China, um dos maiores aliados dos EUA, em negócios etc., China, que já se juntou a este cerco contra JES.

Quando na verdade, com a recente prisão na China, do Sr. Sam Mpa, magnata Chinês, que era o principal intermediário dos negócios da China com JES, tendo servido como o principal distribuidor dos dinheiros da corrupção, roubados dos empréstimos da China a Luanda, de cujo o epicentro era a presidência da república de Angola, e uma vez que para apertar ainda mais este cerco ao ditador Angolano, podem ser colocados por cima da mesa, outras medidas adicionais a qualquer momento, conforme forem os movimentos de JES no terreno em Angola.

Post Top Ad

Responsive Ads Here