Os melhores venceram O guitarrista Jimmy Dludlu e o músico Mr. Bow, e Mr. Bow continua “popular” Ngoma Moçambique 2016 - MoznoAr

Breaking

Post Top Ad

Responsive Ads Here

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Os melhores venceram O guitarrista Jimmy Dludlu e o músico Mr. Bow, e Mr. Bow continua “popular” Ngoma Moçambique 2016

O guitarrista Jimmy Dludlu e o músico Mr. Bow venceram, na última sexta-feira (18), em Maputo, os grandes prémios do concurso da música ligeira moçambicana, o Ngoma Moçambique 2016. Aos 80 anos de idade, Xidimunguana, uma das figuras emblemáticas da nossa música, ganhou o “Prémio Carreia”, pelos mais de 25 anos de carreira ininterrupta.

A música “Ha Deva”, de Jimmy Dludlu, é para os moçambicanos a “Melhor Canção”. A mesma composição foi recentemente considerada o melhor afro-jazz do continente africano, pelo All Africa Music Awards. A obra é recriação de uma poesia antiga, mas sempre actual, do músico Alberto Machavele.

Pelo quarto ano consecutivo, Mr. Bow venceu a categoria de “Canção Mais Popular”, com a letra “Nitafa Nawena”. Nos anos anteriores, o artista concorreu e ganhou, por exemplo, com as músicas “Massinguitane” e “My Number One”.

Xidimunguana ganhou o “Prémio Carreira” ao concorrer com a composição “Dlawanine”.

No Ngoma 2015, o galardão coube a Aly Faque, autor da grandiosa obra intitulada “Kinachukuru”. Na edição anterior, o prémio da mesma categoria tinha ficado nas mãos de António Marcos, outro decano da música moçambicana.

Este ano, a “Canção Mais Votada”, coube ao artista Anibalzinho, com a música “Ma Ouve dizer”, enquanto os prémios revelação masculina e feminina foram arrebatados por Cambezo, com a canção “Ndinaenda Kupi”, e Tânia Kim, com a música “ Khale Ka Wa Tolo”.

Na última edição, a “Canção Mais Votada” coube a Aniano Tamele, com a letra intitulada “Muchado”.

Ainda nesta recente edição, que teve lugar o Centro Cultural Universitário da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), em Maputo, Filo e Deltino Guerreiro foram eleitos melhores vozes feminina e masculina, mercê das letras “Se Ndza famba” e “Eparaka”, respectivamente.

Esta foi a 30a edição do Ngoma Moçambique, um concurso de música ligeira promovido pela Rádio Moçambique (RM), desde 1987.

Pelo menos 300 candidaturas foram submetidas à avaliação do júri, tendo sido apurados 60 concorrentes para a fase regular. Destes, apenas 12 artistas chegaram à finalíssima.


Os vencedores foram apurados através de um voto popular, avaliação de um júri, de locutores de rádio e Disc Jockeys, vulgo DJs.

Post Top Ad

Responsive Ads Here