Mulher dada como morta “ressuscita” em Maputo

Uma jovem que havia sido dada como morta pelos parentes e pela Polícia da República de Moçambique (PRM), depois de ter sido espancada por quem na altura se pensou que fosse seu marido, foi encontrada viva.

Depois de uma busca desesperada dos parentes da jovem, que fizeram um périplo pelos hospitais da capital para encontrar o corpo da parente e dar-lhe um enterro condigno, descobriram que a pessoa que procuravam estaria viva e havia sido dada alta.

Os parentes confessam estar aliviados porque para além de encontrar a sua parente, esta estava viva.

De acordo com a vítima que conta a história na primeira pessoa, o homem que a agrediu teria tentado força-la manter relações sexuais e por ter-se recusado o agressor recorreu a uma pedra para bate-la na cabeça.

“Eu o encontrei na rua e quis-me comprar uma bebida, mas eu disse que preferia um refresco, ele disse para irmos a casa dele para levar o dinheiro para o refresco…me forçou a fazer sexo com ele e depois usou uma pedra para me bater e depois já não me lembro de nada”, disse a jovem, entrevistada pela Miramar.
Share on Google Plus

About Moz no Ar Oficial