PRM prende Director, Adjunto e outros Funcionários da Penitenciário em Maputo

A Polícia da República de Moçambique (PRM), deteve o director do Estabelecimento Penitenciário Provincial de Maputo, o seu adjunto e outros funcionários prisionais que estiveram de serviço no dia em que fugiu o suposto assassino do procurador Marcelino Vilanculos.

O porta-voz do Comando-geral da PRM, Cláudio Langa garantiu durante a conferência de imprensa, que o Tribunal Judicial da Província de Maputo já legalizou a prisão dos suspeitos.

“Confirmo a detenção do director, do director-adjunto e do pelotão que esteve em serviço naquele local no dia da fuga”, disse Langa, citado pelo O PAÍS.


Importa Referir, que o procurador Marcelino Vilanculos foi assassinado a tiro no dia 11 de Abril do ano em curso, defronte da sua residência, na Matola.
Share on Google Plus

About Moz no Ar Oficial