Anselmo Ralph deixa Maputo com promessa de voltar para gravar DVD - MoznoAr

Breaking

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Anselmo Ralph deixa Maputo com promessa de voltar para gravar DVD

A noite foi marcada por vários momentos de intenso êxtase. Bem antes da figura de cartaz fazer-se ao palco, artistas moçambicanos exibiram domínio no que a exaltação do amor diz respeito. Nuno Abdul, Euridse Jeque, Mimae e os irmãos Baronet antecederam Anselmo Ralph, dando pistas da grandeza da tour que, indubitavelmente, está a agitar o país. Dos supracitados, Nuno Abdul, “Dez Zero”, que subiu ao palco com dançarinos da Escola de Kizomba Passo Básico, teve a performance mais aplaudida - a presença em palco, interacção com o público e repertório musical, foram preponderantes para que o artista brilhasse e, deste modo, obrigando casais a embrulharem-se na sua kizomba. "Amor é Cego" não só trouxe surpresas ligadas ao amor tal como aparentava, a participação do grupo de canto e dança Os do Momento e do auto-intitulado "artista mais popular de Moçambique", Ziqo, estabeleceram um equilíbrio temático. E foi nesta senda que Os do Momento viu, na voz do Boy MJ, a oportunidade de anunciar oficialmente que já faz parte de uma das mais icónica labels de que o país dispõe, a Bang Entretenimento, entidade que se atrelou ao empresário moçambicano Faizal António, responsável pela digressão do “cupido”.


Mimae Mimae em acção no palco do Ferroviário créditos: Txiling Entretanto, os prestigiados mestres de cerimónia, Eunice Andrade e Relâmpago Luís (polémico galã das tv's nacionais) faziam manobras para abrandar a ansiedade do não extenso público que já ignorava as animações exigindo a entrada do cabecilha que, na verdade, o levou a estar ali. Bem, pelo menos é o que diz o hino “Anselmo Ralph, cadê você… eu vim aqui só para te ver”, também entoado euforicamente no Aeroporto de Internacional Maputo aquando da sua chegada. Já Anselmo Ralph, acompanhado pela sua banda, cantou e encantou, trouxe temas antigos e novos, conversou com o público de forma íntima durante as actuações e agradeceu-o pela presença. O artista angolano tinha tudo para ser o homem da noite, até aparecer um jovem apaixonado e ousado a pedir a mão da namorada em casamento no palco. Áuria, a sortuda, não resistiu ao pedido acompanhado de bouquet de flores e uma declaração de amor – este foi, de certeza, o momento mais alto da apresentação do álbum “Amor é Cego” em Maputo.

Áuria é a sortuda pedida em casamento no palco créditos: Txiling Importa recordar que a aventura de Anselmo Ralph não pára por aqui, nos dias dia 07 e 08 de Julho vai cantar para público de Quelimane e Tete, respectivamente.

Post Top Ad

Responsive Ads Here